ÚLTIMAS POSTAGENS.
Projetos em destaque

Farisaísmo


Certo dia, um pássaro
Voara na imensidão do céu.
Desde óvulo foi ensinado assim:
“Voe, voe, voe
e alcançará os ares
mais profundos do céu!”
Certo dia, o pássaro
apostolicamente desiste de voar.
e explora as profundezas dos mares.
Essa é a história fúnebre
do pássaro fariseu.



Jadson S. Vieira

Fragmento do livro: Vida - Poesia
Jadson S. Vieira Jadson S. Vieira Author

O vigente amor


Transgressivas ao explícito,
nossas mutualidades residem.
Desafeto um sentimento impuro.
Contrario-o com voraz ternura.
Imponho as mais invejadas
e cobiçadas artimanhas amoríferas,
energizando a essência peculiar
num vínculo eternal e perfeito.

É o que me faz vivo,
na porção generosa drástica
inerente a transgressão do escritor,
inexorável como a vida real.
Analiso a concisão para falar-lhe
e expressar vigorosamente o amém,
não das obscuras e tristonhas a outrora,
mas do ingênuo e inescusável amor. 



Jadson S. Vieira

Fragmento do livro: Vida - Poesia
Jadson S. Vieira Jadson S. Vieira Author

Amar amante


Agora, o mundo de ponteiros
passa feito trem bala,
lugar onde perder é uma dura vitória
ou pelo menos parece uma dura vitória
aos olhos que a vêem;
é sonhar que podíamos ver uma estrada,
que podíamos ser uma rua ao menos
e que podíamos ter outra rua, pequena.

Nenhum segundo reflexivo para a questão.
Ignorando ou sabendo.
O tempo sumiu no tempo imortal.


Jadson S. Vieira

Fragmento do livro: Vida - Poesia
Jadson S. Vieira Jadson S. Vieira Author

A cor verde


O verde é a imensa cor que se materializa
para uma imortal esperança.
A esperança dos homens!

Presente na água e nas árvores
sua feição deveria ser a beleza, não a ânsia.

Um passeio diurno pelo bosque,
pelos campos,
divisar a flora
encanta.

As vezes, os selváticos
se escondem na sua virtude.
Até a serpente original
camuflou-se na calúnia!

Mas nunca é tarde
para continuar na razão
que te louvam.

Faze o homem de bem feliz!

Jadson S. Vieira

Fragmento do livro: Vida - Poesia
Jadson S. Vieira Jadson S. Vieira Author

Dissabor


Um bagre flutua no ar como um balão.
Uma tulipa floresce no calor do deserto.
A aurora boreal transcorre a linha do equador.
Um coração jovem suspira o dissabor do ofício.


Jadson S. Vieira

Fragmento do livro: Vida - Poesia
Jadson S. Vieira Jadson S. Vieira Author

Follow me

Seguidores

Leitura atual

Leitura atual